sábado , 21 outubro 2017
Novidades

Carro mais rápido do mundo é apresentado em São Paulo

Pela primeira vez no Brasil, Carro mais rápido do mundo

é apresentado  em São Paulo

Modelo interativo do veículo supersônico Bloodhound será trazido pela campanha GREAT Britain para a Conferência Internacional SAE Brasil de Tecnologia e Inovação 

Rolls-Royce backs BLOODHOUND 1024 [pic credit Stefan Marjoram] (6) 

São Paulo, novembro de 2015 – Na próxima semana, os brasileiros terão a chance de conferir de perto um protótipo em tamanho real do carro mais rápido do mundo. O Bloodhound, como foi batizado o modelo supersônico, vem para a Conferência Internacional SAE Brasil de Tecnologia e Inovação 2015, no dia 12, e fica exposto ao público até o dia 19 na capital paulista, no Centro Brasileiro-Britânico.

 

Realizada pela SAE Brasil, em parceria com a campanha GREAT Britain, a Conferência tem como tema “Do Aeroespacial e F1 ao Automotivo”, incluindo carros hibrídos, mobilidade, conectividade e os avanços da engenharia automotiva e aeroespacial. O evento reunirá especialistas da Fórmula 1, como o bicampeão mundial Emerson Fittipaldi, e da indústria, como o fundador da Embraer, Ozires Silva, que vão analisar e discutir o desenvolvimento de novas tecnologias para veículos mais leves, eficientes e dotados de comunicação avançada.

 

“A Conferência apresentará as inovações no desenvolvimento de tecnologias de alta performance para os setores automotivo e aeroespacial e debaterá com especialistas de grande renome soluções de ponta aplicáveis ao cotidiano. Grande oportunidade para troca de informações, aproveitando o clima de Fórmula 1 em São Paulo”, destaca Alex Ellis.

 

Os visitantes terão acesso a detalhes do Bloodhound e poderão entender melhor sobre os objetivos e aspectos técnicos do projeto. Na corrida pela quebra do recorde mundial de velocidade em terra, o Bloodhound, que tem o apoio do governo britânico, está sendo projetado para atingir 1.600 km/h, mais rápido do que uma bala de revólver. São 14 metros de comprimento, 7,7 toneladas e 135 mil cavalos de potência; o que significa mais de seis vezes o que atingem todos os carros de Fórmula 1 juntos durante a largada. A turbina utilizada é da Rolls Royce e o motor é da Jaguar. O carro, que foi desenvolvido por Mark Chapman, engenheiro-chefe, e será pilotado por Andy Green, piloto da força aérea britânica, foi exibido pela 1ª vez ao público no último mês de setembro, em Londres.

 

“Os brasileiros terão uma grande oportunidade de conhecer a tecnologia de ponta que envolve a fabricação de um carro supersônico. O Bloodhound é mais do que um projeto de engenharia avançada, é um projeto de educação. Ele foi concebido com o objetivo de despertar nas novas gerações de estudantes o gosto pelas áreas exatas, como matemática, física e química”, diz Alex.

 

Veja o vídeo:

 

#bloodhound

 

Sobre José Roberto Elias Junior

José Roberto Elias Junior

Um comentário

  1. c9 ainda bem que eles ve3o continuar exdnnpiado a marca, adquiri um Lifan 620 e estou super satisfeito com o carro, ne3o deixa nada a desejar em relae7e3o aos carros nacionais e com a vantagem de ser 100% completo. Agora e9 esperar a chegada do x60 em janeiro e ver a qualidade continua sendo a mesma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*